O diário das solteiras desvairadas

~ Sunday, September 5 ~
Permalink
A vida é bela, meus caros amigos. Eu senti necessidade de fazer esse post semana passada, achei que a melhor solução era apenas sentar e esperar a vontade passar, porque a vida é bela sempre por um dia ou dois, mas não é que está sendo bela há uma semana? Uma semana! Às vezes estudar cansa, por mais que você ame o que você estude. Às vezes trabalho cansa, por mais que você mentalize “Compensa no final do mês”. Às vezes tudo cansa e assim fica. O Marílias surgiu não porque estamos aqui pra reclamar de ser solteira, afinal tem tanta gente que passa por piores bocados que seria injusto reclamar disso. Então, devo lembrá-lo, caro leitor, que nós Marílias nos unimos para dizer que o problema não é estar sozinho e sim, que o problema é se sentir sozinho sempre. Queria dizer também que paguei língua, que há pessoas que te irritam, mas que no fundo a gente se importa, queria dizer que tem gente que surge do nada e não importa se você é morena ou loura, se você é nerd ou popular, tem gente que simplesmente te encontra, não importa onde. Não quero parecer uma maluca otimista, mas hoje e só hoje, eu queria dizer que os pássaros cantam, as borboletas voam, o céu está azul, os carros poluem o ar e tudo por mais que confuso, uma hora se encaixa e nos faz entender que esperar e agir sem loucura ou desespero é a melhor opção.

A vida é bela, meus caros amigos.
Eu senti necessidade de fazer esse post semana passada, achei que a melhor solução era apenas sentar e esperar a vontade passar, porque a vida é bela sempre por um dia ou dois, mas não é que está sendo bela há uma semana? Uma semana! Às vezes estudar cansa, por mais que você ame o que você estude. Às vezes trabalho cansa, por mais que você mentalize “Compensa no final do mês”. Às vezes tudo cansa e assim fica.
O Marílias surgiu não porque estamos aqui pra reclamar de ser solteira, afinal tem tanta gente que passa por piores bocados que seria injusto reclamar disso. Então, devo lembrá-lo, caro leitor, que nós Marílias nos unimos para dizer que o problema não é estar sozinho e sim, que o problema é se sentir sozinho sempre.
Queria dizer também que paguei língua, que há pessoas que te irritam, mas que no fundo a gente se importa, queria dizer que tem gente que surge do nada e não importa se você é morena ou loura, se você é nerd ou popular, tem gente que simplesmente te encontra, não importa onde.
Não quero parecer uma maluca otimista, mas hoje e só hoje, eu queria dizer que os pássaros cantam, as borboletas voam, o céu está azul, os carros poluem o ar e tudo por mais que confuso, uma hora se encaixa e nos faz entender que esperar e agir sem loucura ou desespero é a melhor opção.


 ()
~ Wednesday, August 25 ~
Permalink

 

Me lembro que uma vez uma das Marílias me apresentou a um livro chamado: “He is just not that into you” ou na tradução “Ele simplesmente não está tão afim de você”. Já me interessei pelo nome, porque adoro livros teen! Baixei o livro, mas só li o que me interessou na hora, depois o abandonei, me esqueci dele, e há um tempinho atrás voltei a olhá-lo da mesma forma que olhei da primeira vez. E lá, em alguma parte estava escrito:

“ ‘Eu não quero ter um relacionamento sério’ na verdade significa ‘Eu não quero ter um relacionamento sério com você’, ou ‘Não tenho certeza se você é a mulher certa para mim’ “

Isso me marcou. E sabem do que mais? Depois de um tempo eu tive a confirmação de que é verdade!

Fiquei pensando, remoendo, tentando analisar uma situação e percebi que realmente quando um homem te diz que não quer um relacionamento sério no momento, na verdade ele não quer um relacionamento sério com você. O problema não é o momento. Mas por quê? Porque quando ele encontrar alguém com quem ele se identifique, goste, ou ache de certa forma melhor do que você (melhor para ele, veja bem!) ele vai querer se relacionar sim! É tenso eu sei. Mas é a verdade. Porém, meninas, nós sabemos que depois de um tempo, quando encontramos outra pessoa logo nos animamos e conseguimos superar rapidinho! (Pelo menos as librianas sabem disso! Hahaha!)

         Bem, o que estou tentando dizer é que dói sim, e parece que não vai passar né? Mas passa. Ele só não está tão afim de você e você tem que encarar isso, cedo ou tarde. Afinal, você não iria querer alguém que não te quer de verdade do seu lado não é? E nem iria querer ficar do lado de alguém de quem você não gosta tanto, certo? Sei que no fundo você não o culpa por não ter sido o seu Dirceu, na verdade você culpa a vida.

         Espero ainda conseguir terminar (ou teria que dizer começar?) de ler esse livro. É uma diversão meio dolorosa (sabe aqueles guilty pleasures? Então…) já que dói um pouquinho por alguns momentos saber algumas das verdades que ele revela, mas ao mesmo tempo é maravilhosa a sensação de conhecer um pouco da mente masculina e poder analisar as situações em que você se encontra, se encontrava ou em que poderá se encontrar algum dia.

        

PS1: Espero que tenham entendido aonde eu quis chegar (a lugar nenhum na verdade, são só pensamentos! Hahaha!) E by the way…se interessa a algum Dirceu perdido por aí esperando ser encontrado, continuo solteira e também querendo ser encontrada, ok?

 

PS2: Recomendo de verdade o livro “Ele não está tão afim de você” de Greg Behrendt e Liz  Tuccilo.  É super divertido, fácil de ler e claro, muito interessante.

 

Tags: MSD
3 notes  ()
~ Sunday, May 23 ~
Permalink
Vou compartilhar com o mundo que ser uma MSD nerd não é fácil. Você passa o tempo todo lendo, conversando sobre leituras com pessoas diferentes e você pode até identificar a mais complexa inversão sintática fdp que Machado de Assis faz pra te confundir, mas tu não consegue identificar um simples flerte.
Pois é amigos, é difícil quando você só consegue entender um flerte depois que uma amiga sua te explica duas vezes seguidas e você fica com cara de “poxa, agora já foi”
Fiz uma pesquisa com os meus amigos nerds e com eles também acontece a mesma coisa, indicando que não são só os homens dificeis de se entender, mas as mulheres também.

Então esse post é um pedido/campanha “Vamos ser claros e facilitar vidas?”. Ajude você também, colabore com essa boa causa, seja claro, seja direto, use palavras, ou melhor ainda AÇÕES e a legião de nerds e mal esclarecidos agradece.

Vou compartilhar com o mundo que ser uma MSD nerd não é fácil. Você passa o tempo todo lendo, conversando sobre leituras com pessoas diferentes e você pode até identificar a mais complexa inversão sintática fdp que Machado de Assis faz pra te confundir, mas tu não consegue identificar um simples flerte.

Pois é amigos, é difícil quando você só consegue entender um flerte depois que uma amiga sua te explica duas vezes seguidas e você fica com cara de “poxa, agora já foi”

Fiz uma pesquisa com os meus amigos nerds e com eles também acontece a mesma coisa, indicando que não são só os homens dificeis de se entender, mas as mulheres também.

Então esse post é um pedido/campanha “Vamos ser claros e facilitar vidas?”. Ajude você também, colabore com essa boa causa, seja claro, seja direto, use palavras, ou melhor ainda AÇÕES e a legião de nerds e mal esclarecidos agradece.


 ()
~ Wednesday, May 19 ~
Permalink

O perigo da incansável busca pelo Dirceu

É assim, “alertando” que começo esse post. Uma de nós Marílias, mais exatamente MaríliaM, resolveu que não mais queria ser uma MSD (Marília sem Dirceu) e sim uma MCD (Marília com Dirceu) e saiu em busca de seu mais novo objetivo! Oportunidades aqui e ali, leia-se a Marília mais espevitada e desesperada por encontrar um Dirceu para chamar de seu. Não que nós Marílias estamos à procura do homem ideal para casar e ter filhos, mas por enquanto nos contentamos com aquele que será a companhia nos fins de semana, aquele que podemos ligar na madrugada só para dizer que estamos com saudade. Foi assim que Marília M caiu no conto do encontro as escuras.

Quero brincar disso, comofaz?

Em geral, funciona mais ou menos assim, sempre existe o amigo do amigo que tem um conhecido que te achou linda. Sem nada a perder, MaríliaM resolveu dar uma chance ao tão belo Dirceu que lhe foi apresentado. Depois de meses ela acredita ter encontrado o seu amado Dirceu. Só não se deu conta que esse Dirceu carinhoso, amável, atencioso, lindo (leia-se o cidadão que liga o dia inteiro, manda mensagens o tempo todo e quer vê-la todos os dias) era apenas mais um canalha na história dos piores homens que existem. Lembra daquele filme Alta Fidelidade que o personagem principal sempre fazia listas de TOP 5? Esse ser humano foi para o TOP 5 canalhas. Mas como toda mulher adora desconfiar da sua própria intuição, MaríliaM vai atrás de evidências que comprovassem por a+b a “autenticidade” de seu Dirceu. Quem procura ACHA e Marília M depara-se com O caos. O seu Dirceu, o seu amado Dirceu, também era o Dirceu de mais três Marílias perdidas no mundo. Vamos brincar de lista? Eu sempre quis dar uma utilidade as listas que as professoras nos fazem aprender na escola, elas dizem que o texto fica mais bonito e mais claro, quem sabe a palhaçada não fica até mais bonita em forma de lista. Vejamos:

  1. Marilia1 tava com o sujeito a 5 anos
  2. Marilia2 há mais ou menos 1 ano
  3. Marília três há alguns meses (tempo indeterminado)
  4. E a última e não menos importante Marília M por cerca de 5 meses.

É nessa hora que nos perguntamos, “o que há de errado comigo?” Acredite, não é nada com você. Você pode ser linda, divertida, meiga, ou pode ser avassaladora, inteligente, mas para determinadas espécies de Dirceus isso não basta. É claro que muitas lágrimas e xingos rolaram, mas nada que uma viagem com as demais MSDS falando do canalha citado, não resolvesse. Era amor? Não! Era apenas a louca necessidade de ter um Dirceu para chamar de seu. Por que afinal de contas, a última coisa que nós podemos fazer é “nos apegarmos sentimentalmente”. Agora pergunto-me como pode um homem, pois não posso mais chamar essa criatura de Dirceu, ser capaz de administrar essa vida dupla? (Ou seria quádrupla no caso em questão) A pergunta que não quer calar é justamente essa. O fato fará com que Marília M desista da incansável busca pelo seu Dirceu? É Claro que… Éé…err… NOP, afinal de contas, Marílias quando decepcionam-se o que fazem? Encontram-se, saem juntas e quando menos se dão conta, estão idealizando novamente seus Dirceus!


 ()
~ Friday, May 14 ~
Permalink

Dar não é fazer amor

Dar é dar. Fazer amor é lindo, é sublime, é encantador, é esplêndido. Mas dar é bom pra cacete. Dar é aquela coisa que alguém te puxa os cabelos da nuca…Te chama de nomes que eu não escreveria…Não te vira com delicadeza…Não sente vergonha de ritmos animais. Dar é bom. Melhor do que dar, só dar por dar. Dar sem querer casar….Sem querer apresentar pra mãe…Sem querer dar o primeiro abraço no Ano Novo.Dar porque o cara te esquenta a coluna vertebral…Te amolece o gingado… Te molha o instinto. Dar porque a vida é estressante e dar relaxa. Dar porque se você não der para ele hoje, vai dar amanhã, ou depois de amanhã. Tem pessoas que você vai acabar dando, não tem jeito. Dar sem esperar ouvir promessas, sem esperar ouvir carinhos, sem esperar ouvir futuro. Dar é bom, na hora. Durante um mês. Para os mais desavisados, talvez anos. Mas dar é dar demais e ficar vazio. Dar é não ganhar. É não ganhar um eu te amo baixinho perdido no meio do escuro. É não ganhar uma mão no ombro quando o caos da cidade parece querer te abduzir. É não ter alguém pra querer casar, para apresentar pra mãe, pra daro primeiro abraço de Ano Novo e pra falar:”Que que cê acha amor?”. É não ter companhia garantida para viajar.É não ter para quem ligar quando recebe uma boa notícia. Dar é não querer dormir encaixadinho…É não ter alguém para ouvir seus dengos…Mas dar é inevitável, dê mesmo, dê sempre, dê muito. Mas dê mais ainda, muito mais do que qualquer coisa, uma chance ao amor.Esse sim é o maior tesão.Esse sim relaxa, cura o mau humor, ameniza todas as crises e faz você flutuar. Experimente ser amado…
(Tatiane Bernardi)



7 notes  ()
~ Tuesday, May 11 ~
Permalink

A mentira na balança;

MSD voltando. Eu sei que pareço meio atrasada, eu sei que nós sumimos por muito tempo, mas já estava na hora de nós voltarmos.
O tema do texto pode parecer um tanto polêmico, mas eu achei interessante.
No programa Saia Justa, há um tempão atrás, saiu uma matéria sobre traição. Okay, traição é um tema meio batido, lá vem Capitu… e os seus blábláblá, mas não é sobre isso que quero falar e não foi sobre isso que a reportagem falou. O tema era que uma pesquisa cientifica provava que o homem que trai tem um Q.I mais baixo.
O tempo que você gasta pensando na mentira, poderia ser usado de outras formas, sendo que as mulheres desde as cavernas sempre souberam que ser fiel era muito mais lucrativo.
Mudo o assunto do post, vamos falar sobre a mentira, isso funciona com a mentira também, não é? E não vale só para o homem mais também para a mulher, e não podemos esquecer que os valores das mulheres mudaram.
Espera, fui interrompida pela frase “Porque no amor quanto menos palavras melhor”. Voltando ao post, perdi a linha de pensamento e não sei como concluir. Não sei o que concluir sobre a utilidade da mentira, ou a inutilidade da mentira?
Juro que volto, com posts mais alegres.


 ()
~ Tuesday, April 27 ~
Permalink

Boatos;

Por acaso vocês ouviram o boato? Aquele de que as MSD arranjaram um namorado, por isso a ausência de todas e a falta de posts.
Se você acredita em qualquer coisa, pode até ter acreditado nisso, mas não foi bem o que aconteceu…

Todas as Marílias estão estudando, semana de seminários, sabe como é?
MaríliaJ anda fugindo de todo Dirceu (insistente) que aparece. 
MaríliaM perdeu 80kilos (lê-se: um Dirceu/Cachorro/Canalha/Cafajeste)
MaríliaN anda trabalhando/estudando/fazendo tudo ao mesmo tempo.
MaríliaV anda perdida nos próprios pensamentos.
MaríliaT cortou o cabelo na esperança de que alguém fosse notar, mas no fundo ninguém notou e ninguém notaria porque afinal ela não sai da biblioteca e dos seus péssimos hábitos nerds.

Não há nada de emocionante por enquanto, mas assim que algo acontecer, eu estaria aqui, para comentar e rir das coisas absurdas da vida.


 ()
~ Sunday, April 18 ~
Permalink

Dirceus e mais Dirceus.

E nessa loucura de dizer que não te quero
Vou negando as aparências, disfarçando as evidências
Mas pra que viver fingindo? Se eu não posso enganar meu coração
Eu sei que te amo.

… É. Foi assim que a banda resolveu começar a noite.

Alguém por favor avisa da próxima vez que estavamos comemorando o aniversário de uma MSD?! E que todas as convidadas mais próximas eram MSD também?! Porque você sabe, Marílias sem Dirceu quando saem, saem juntas. É como aquele apoio moral, porque no fundo, quando você quer curtir a noite, você não vai chamar aquela amiga sua que tem namorado, que provavelmente não vai querer sair sem ele e escolherá um lugar mais sossegado porque as pessoas tendem a “sossegar” quando namoram. Sossegar onde? Isso é só uma maneira gentil de dizer, "Quero ir a um lugar mais silencioso onde as pessoas não confundam as coisas. Que o homem que está comigo não é solteiro, ele é meu namorado e para te consolar, falo pra ele levar um amigo. Eu não sei se vocês vão combinar, encontro as cegas é um saco, mas deixa rolar amiga, você precisa conhecer alguém".

Gosto de lugares cheios de gente, não porque eu realmente goste, mas é interessante analisar pessoas e seus comportamentos animalescos nas baladas/pubs. Uma sexta cheia de Dirceus, ou melhor, suas falsificações.

O Dirceu que não é para você: O Dirceu que não é para você surge quando você mais quer um Dirceu. Você PENSA que agora algo vai dar certo, mas como tudo na sua vida de solteira isso não passa apenas de uma ilusão. Não que ele não seja um cara legal, ele até pode ser, mas não pra você. Vocês não combinam e isso te frusta, esses casos não são raros e não há como fugir deles.

O Dirceu canalha/fofo: O canalha fofo te confunde, ele é cheio de cavalheirismos. Não é brincadeira, ele vai chegar perto de ti segurar a sua mão, beijá-la como um gentleman, você pensará que o caso é raro então lhe dá um crédito e o que acontece? Cinco minutos depois que ele te beija, você percebe que ele já foi embora, já está falando com a sua amiga e na sua frente, mostrando os mesmos galanteios. É, esse confunde e sim, eu ainda uso a palavra galanteio.

O Dirceu exageradamente Dirceu: Esse é o cara com quem você fica na balada, não sai correndo pra ficar de papinho com a tua amiga, pega o teu telefone no final, mas antes mesmo de você ir embora ele já está te mandando mensagem… e te ligando, e esperando você sair da sua casa, e te observando da janela para ver que roupa você está usando pra sair com algo combinando, e tentando purificar o ar que você respira e diz a pior coisa que poderia dizer… “acho que me apaixonei por você” em menos de 3 minutos.

O último e não menos importante… O Dirceu bebado: O Dirceu bebado é aquele que já surge te pentelhando e tem dois tipos, para a minha felicidade eu conheci apenas o engraçado, mas existe o chato também. Rezo para que nenhuma de vocês encontre o segundo tipo, apesar de ser o mais comum.

A noite durou poucas horas, rendeu muitas risadas, contatos Dirceu + Marília e um post sem sentido da minha parte.


1 note  ()
~ Friday, April 16 ~
Permalink

 

Sabe as pessoas às vezes podem confundir a mensagem principal do MSD, aqui nós queremos que você, Marília, simplifique a sua vida, ria dos casos absurdos, e compartilhe conosco a sua própria piada.

Hoje é sexta feira, você pode pensar que hoje faremos desse blog um muro de lamentações, que provavelmente vamos chorar as nossas pitangas porque não temos o nosso Dirceu para sair a noite e voltar só no dia seguinte, mas é ai que você se engana.

Porque eu devo sair hoje? Querida Marília, existe um momento na vida em que você deve parar de ler blogs como esse, e simplesmente viver. Nós estamos aqui para tentar simplificar e rir, não para complicar e chorar. Então, não lamente em casa hoje a noite, reuna as MSD locais, vá a um barzinho qualquer, dance, ria e não fique encalhada na mesma idéia, porque acredite ser uma MSD não é um problema, muito menos uma doença.

A mensagem de hoje é essa, Carpie Diem na testa, e nos encontramos amanhã para contar absurdos da noite do litoral paulista e rirmos das insanidades alheias.

Tags: balada party niver festa amigas bebida msd
2 notes  ()
~ Tuesday, April 13 ~
Permalink

SIMPLESMENTE AMOR


4 notes  ()